terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Segredos do mar.

I

Eu sei que o mar é azul, que tem ondas, é salgado.
Eu sei que seu branco é espuma
Parece óbvio, mas sei que é molhado.
As ondas passam irredutíveis uma a uma.

O mar parece um deus
O mar devora e abriga os seus
O mar também é tranquilidade
O mar nos lembra saudade.

O mar carrega tanta dor
Lágrimas de desamor
Só de sentir o seu sabor...

Que adianta ser admirado
Por todo casal enamorado?
No fim do dia continua sendo azul, volúvel e salgado.


II

Podia passar a vida toda observando o mar. Era o exemplo mais belo de como tudo funciona num ritmo perfeitamente desajustado. Às vezes as ondas vinham como se cronometradas, às vezes uma engolia a outra.
O mar dava sede, tanta água em minha frente e nenhuma pra beber. Também me trazia um sentimento bom no peito, uma vontade de me apaixonar. Olhar por muito tempo podia dar nostalgia, mas para mim o mar era apenas um estado de espírito. Também era um adjetivo. Sim, um adjetivo...

Eu a chamaria de mar, se me entendesse. Afinal, me afogo em seus olhos. Sinto a força do olhar tempestuoso, assim como a maré alterada por chuvas e luares. E a paz...! A doce-salgada tranquilidade que me passam quando cheios de amor. E é mar essa bipolaridade de pupila.
Eu a chamaria de mar também pelos cabelos. E mais uma vez me afogo. Afogo nas tranças, no aroma. Me afogo por mergulhar em suas ondas.
Eu a chamaria de mar por poder te admirar dias a fio, com seu balanço ao andar, sua solidão disfarçada em verso, sua imensidão sedutora que me convida a nadar.

E o segredo do mar era ser mais infinito que o horizonte que eu podia enxergar.


12 comentários:

  1. adoreii aqe tb..
    lindo textoo *--*
    beeijoooos queerida ;**

    ResponderExcluir
  2. Lindo demais.... O mar nunca repetitivo, sempre um amor cativo, o deus mais bonito...Ahh o mar... =]



    http://www.surupanganews.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Muito bem escrito, palavras muito bem colocadas!
    O mar sempre tem o poder de enfeitiçar, e nós, nos rendemos como súditos, ao seu encanto.
    Lindo!

    http://planetabandonado.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Muito bem colocado nos dois textos a dicotomia que representa o mar. E mais profundamente que representa a própria vida!

    ResponderExcluir
  5. O mar parece um deus
    O mar devora e abriga os seus
    O mar também é tranquilidade
    O mar nos lembra saudade.


    ADOREI :D

    ResponderExcluir
  6. aah .. Amei a poesia *-*
    linda linda linda *-*

    ResponderExcluir
  7. oioi
    vi o link do blog numa comunidade e resolvi dar um passada aqui :)
    ate logo

    http://humor-subliminar.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. eu não curto o mar, mas gostei do texto.

    boa sorte com o blog.

    ResponderExcluir
  9. Gostei dos dois em particular do primeiro.

    "O mar nos lembra saudade" ... Gostei disso.

    http://meu-manifesto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. querida Beatriz!

    adori seu blog e seus trabalhos!
    esse aqui ficou mto bonito, ainda mais dividido em atos!

    continue escrevendo viu!

    um beijo

    [ ]'Luis

    http://luisvalensi.blogspot.com

    ResponderExcluir